sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

primeiro dia, último dia.

Penso, penso, penso... penso muito, todo tempo, o tempo todo. Creio que faz parte do cotidiano de qualquer pessoa mais ou menos normal. Afinal, sem pensar acabamos fazendo um par de besteiras -extras - pela vida... Entretanto, no último dia de 2010, resolvi que seria o primeiro dia em que além de pensar, iria começar a compartilhar o que penso com outras pessoas...

Tá, mas não te empolga! Não chega achando que vai ser grande coisa ou que me acho grande gênio da humanidade... :P

Tá, mas então o tal do 2010 está terminando, né? Ano maluco por aqui...

Retrospectiva flash...

Iniciei o ano em Maceió, praias lindas e companhias legais que hoje nem sei por onde andam - e talvez faça parte do ciclo da vida, mas me incomoda um pouco não saber... nunca curti muito essas coisas superficiais...
Morava em Aracaju com a minha mãe e a disfunctional family do meu padrasto...
Tinha um namorado carioca e um relacionamento peculiar.
Tinha uma amiga carioca - e essa ainda tenho. :D
Tinha muitos planos - e cada vez mais.
Era vegetariana. Ainda sou. Continuarei sendo.
Não bebia, não fumava, não usava drogas. Hoje? Tomo cerveja, vinho e tequila em pequenas doses e fico muito faceira. Quando como pimenta também.
Estudava psicologia, tinha colegas estranhos e legais. Estranho = não habitual; desconhecido.
Era coordenadora pedagógica de duas escolas de idiomas - porém da mesma franquia. Sim, porque não sou TÃO insana assim.
Tinha alunos de 5 anos de idade. Gostava muito deles, mas na maioria das vezes gostaria que eles tivessem ajuste de volume.
Reclamava todos os dias de quanto eu odiava o calor e o sol intenso.
Chorava bastante de saudade dos meus amigos e de mim mesma.
Reencontrei um grande amigo. E outro. E mais um. E alguns outros... que fazem toda diferença.
Organizei a minha vida e resolvi mudar - mais uma vez.
Mudei. Agora moro em Porto Alegre. Pertinho da minha cidade - Pelotas.
Continuo sendo professora. Antes era de Inglês, agora de Espanhol também. Descobri um novo amor.
Reencontrei conhecidos e acabei fazendo amigos. Reencontrei amigos e acabei com conhecidos. Reencontrei pessoas que gostaria de esquecer e esqueci de pessoas que um dia quis reecontrar.
Obtive respostas. Fiz muito mais perguntas.
Pessoas que nunca imaginei que poderiam me estender a mão o fizeram e "só" por isso, 2010 já valeu a pena.
Conheci pessoas novas. Conheci pessoas lindas - e quando falo 'lindo' quase nunca me refiro a uma imagem. Conheci pessoas muito feias também - e a regra segue a mesma.
Conheci gente muito distinta entre si e aprendi a gostar de cada um de uma maneira.
Vi um Beatle. Ao vivo. Bem de pertinho. Chorei, sorri, pulei, gritei, dancei. Nhá! o/
Ri muito. Sorri muito.
Esqueci.
Lembrei.
Aprendi. E sigo...
Me decepcionei bastante - mas quem não se decepciona é porque não presta atenção na vida.
2010 foi mais um ano de mudanças sérias na minha vida. E em todas 'as vidas' ao meu redor... Ela que teve um bebê, ela que amou pela primeira vez, ele que resolveu se libertar, ela que fez o mesmo, ele que foi pra NY, ela que entrou no mestrado, ele que fez a barba pela primeira vez, ela que ficou noiva, ela que descobriu um amor na Índia, ele que aprendeu suas primeiras palavras em francês, ele que foi morar no Rio, ela que terminou a pós, e ele que terminou a faculdade...  

2010 me trouxe muitas surpresas. Gracias!  A vida sem surpresas é tão monótona.

Então, que venha 2011! Cheio de surpresas e mudanças! :]

karen villanova